domingo, 4 de dezembro de 2011

XXI Encontro Nacional da COMPOS

Juiz de Fora, dias 12 a 15 de junho de 2012.

Submissão de trabalhos aos GTs pelo site da Compós – 16 de janeiro a 15 de fevereiro de 2012

Os artigos devem ser submetidos aos GTs, exclusivamente através do site da Compós, até as 18h (dezoito horas), horário de Brasília, da data limite de submissão de papers, dia 15 de fevereiro de 2012. No entanto, o sistema eletrônico (servidor de rede) receberá propostas com tolerância de mais 24 (vinte e quatro horas), encerrando-se, impreterivelmente, às 18h (dezoito horas) do dia posterior à data de submissão, horário de Brasília.

• De 16/2 a 13/3/2012 - Avaliação e seleção dos trabalhos pelos GTs;

10th Congress of the International Association of Visual Semiotics AISV-IAVS 2012

10th Congress of the International Association of Visual Semiotics AISV-IAVS 2012

Tuesday 4 to Saturday 8, September 2012
venue: Faculty of Law,
University of Buenos Aires Figueroa Alcorta Av. 2263
Buenos Aires, Argentina

Theme of the congress: Contemporary dilemmas of visuality

Call for papers:

300 to 500 words in English, Spanish or French

Theme of the congress:
Contemporary dilemmas of visuality /
Dilemas contemporáneos de lo visual / Dilemmes contemporains du visuel
A dilemma (from the Greek, dis = two, lemma = topic or premise) is a problem whose solution allows for two possibilities, but none of them is completely satisfactory, so that a difficult choice comes out, upon which ethical and moral issues oſten impact. When a dilemma appears it is not possible to choose from a correct or an incorrect issue, but between two options that may be correct at the same time, but contrary to each other in a certain sense; between two equally appreciated values which, however, come into a conflict. In the field of visuality the dilemmas appear frequently, and seem to have multiplied themselves in the contemporary world, where images and their implications have acquired new strength in the infinite web of global connectivity.

It is perhaps in the field of photography –and particularly in press photography, traditionally linked to the greater effects of reality– where the most dilemmatic situations arise today: to make visible –or not– the oſten terrifying image of the present conflictive scenario, with its wars, attacks, famine, forced migrations, that put us “regarding the pain of others”, as Susan Sontag pointed out, and that may elicit undecidable political dilemmas that involve power factors in a worldwide level. In this extreme visibility, which expands the limits of the knowable, where the many forms of art also are displayed, images seem to recover the symbolic power that worried the ancient people, putting them at the risk of new idolatries. Visibility is assumed as a condition of democracy, as an imaginary of transparency, but also as an erasure of the uncertain threshold between public and private domains, another of the dilemmatic zones.

The dilemmatic visual situations are not limited, however, to moral or cultural questions; they appear equally in the more primary context of visual perception. In this sense, visual ambiguities, paradoxes and antinomies have also a place in the theme we are concerned with. The identification of the referents may suffer from the hesitations coming both from the perceptual organism and from the organization of the object. Even images that are generated and used in the context of scientific practices (diagnosis, experimentation, demonstration, explanation, etc.), which are oſten endorsed with a pretension of objectivity and unambiguity, do not escape from these situations.

Thus, visual contemporary dilemmas concern both ethics and aesthetics, politics, human and social sciences in general, as well as natural sciences, perhaps with special emphasis on biology. Since all knowledge relies on signs, the semiotic perspective allows precisely for an interdisciplinary and integrating view. Is in this vast territory that we want to pose the semiotic reflection on the dilemmas of visuality, calling to questioning, thinking and criticis

Important dates
29 February 2012: Submission of abstracts of oral papers and posters
30 March 2012: Acceptance of abstracts
1 April to 30 May 2012: Registration (necessary to publish in the Proceedings)
30 May 2012: Submission of full papers for the Proceedings

ICDHS 2012 • Design Frontiers: territories, concepts, technologies


ICDHS 2012 • Design Frontiers: territories, concepts, technologies
8th Conference of the International Committee for Design History and
Design Studies

3-6 September
São Paulo - Brazil

University of São Paulo • Mackenzie Presbyterian University

+ + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + +

ICDHS 2012 • Design Frontiers: territories, concepts, technologies

History marks territories that in some way or another are reflected in
design. Since the first ICDHS conference, held in Barcelona in 1999,
significant steps were taken to draw attention to the nature of design
studies, practice and history in a wider world context. Parallel to
that, the configuration of design landscapes has been significantly
altered by education, technology and national state policies intended
to promote local industries and sites by means of design.

The 8th ICDHS conference, “Design Frontiers: territories, concepts,
technologies”, aims to discuss how design history and design studies
may push the limits of design knowledge. The frontiers of design may
be challenged by the exploration of new territories, by the
establishment of new concepts, by the emergence of new technologies,
as well as by rediscovering the past and by finding new ways of
applying current wisdom.

+ + +


Deadline for paper proposals: 29 February 2012

Notification of acceptance: 1 May 2012

Deadline for author registration: 1 July 2012

+ + +


Papers are expected to address one of the conference tracks, and to
make an original contribution to the field of design history and
design studies. Paper proposals will be selected by the ICDHS members
and the scientific committee to cover different areas, methods,
approaches and positions.

All proposals should be submitted via EasyChair system, accessible
through this link.

Submissions should be prepared according to the conference guidelines
available in the conference website.

Official language for submissions is English only.

Papers selected might be indicated to be presented orally or in poster format.
All selected papers will be published in the conference proceedings.

Authors of the best papers will be invited to submit extended versions
for publication in a book of selected papers to be published by
Editorial Designio.

+ + +


TRACK 1 | History of Design Education
This track welcomes historical studies of design education,
particularly comparative studies of design education in different
countries, cultures, periods, in its relationship with art and
technology education.
Track Chairs: Haruhiko Fujita (Osaka University, Japan) & Silvio
Barreto Campello (Federal University of Pernambuco, Brazil)

TRACK 2 | Identities and Territories
In this track we expect participants to contribute with discussions on
topics such as micro history, collective identities, gender,
internationalization, marginalization, globalization, and other
studies that focus on design from the perspective of identity and
territorial issues.
Track Chairs: Oscar Salinas Flores (National University of Mexico,
Mexico) & Clice Mazzilli (University of São Paulo, Brazil)

TRACK 3 | National Policies on Design
This track invites submissions that study totally or partially
state-funded plans and institutions for the promotion of design. Plans
and institutions must be studied as signifying practices in both their
economic and their cultural dimensions.
Track Chairs: Javier Gimeno-Martínez (VU University Amsterdam,
Netherlands & Artesis University College of Antwerp, Belgium) & Cyntia
Malaguti (University of São Paulo, Brazil)

TRACK 4 | Techniques and Technologies
Papers submitted to this track may be concerned with various
methodologies and different models of process and practice (for
example user centered design, codesign or open design); new
territories of practice emerging from cross disciplinary or
interdisciplinary collaborations; or histories of technique and
practice. Papers may also develop discourse around emerging and
enabling technologies that have impacted or will impact on the
production, reception and consumption of design; or describe different
histories of technologies.
Track Chairs: Paul Atkinson (Sheffield Hallam University, UK) &
Charles Vincent (Mackenzie Presbyterian University, Brazil)

TRACK 5 | The New Imperialism: the international face of design and
design history
Papers submitted to this track should draw attention to the nature of
design practice and history in the wider world, beyond the orthodox
mapping of activity in the mainstream industrialized nations of the
west, therefore helping to redraw the world map of design activity,
history and politics in the twentieth and twenty-first centuries.
Track Chairs: Jonathan Woodham (University of Brighton, UK) & Denise
Dantas (University of São Paulo, Brazil)

TRACK 6 | Open Strand
This track welcomes papers that relate to the general topic of the
Conference, but that do not fit the other tracks.
Track Chairs: Victor Margolin (University of Illinois at Chicago, US)
& Priscila Farias (University of São Paulo, Brazil)

+ + +

Priscila Farias (University of São Paulo, Brazil) and Anna Calvera
(University of Barcelona, Spain)

Marcos Braga (University of São Paulo, Brazil) and Zuleica Schincariol
(Mackenzie Presbyterian University, Brazil)

+ + +


Global Semiotics: Bridging Different Civilizations

The Nanjing 11th World Congress of Semiotics (IASS)

Call for Papers

▬▬ Global Semiotics: Bridging Different Civilizations ▬▬

Time: October 5 – 9, 2012

Location: Nanjing Normal University, Nanjing, China

Modern semiotic theories can be traced back to four theoretical sources originating in the beginning of the 20th century: Saussurean structural linguistics, Peircean pragmatism, Husserlian phenomenology and analytical philosophy. Since then a variety of semiotic theories in various fields of European and American human and social sciences have developed in addition to philosophical ways of reasoning. Semiotic theorization is typically interdisciplinary in nature, indicating a pluralization of scientific thinking about mankind. This pluralized theoretical tendency has been further strengthened by the unprecedented progress of current semiotic sciences since the end of the Second World War. Current semiotics has become a major impetus for structural reform efforts in the human sciences.

After its hundred years of modernization contemporary semiotics has arrived at another turning point at the beginning of the 21st century: the globalization of semiotics, or cross-cultural semiotic expansion. Cross-cultural semiotics is the natural development and extension of the interdisciplinary humanities of the West in our times. Unlike the natural and social sciences, human sciences, including their semiotic epistemology and methodology, deal with both horizontal and diachronic phenomena in human history. That means semiotics, as a constitutive part of human sciences, is fated to be confronted with the most difficult as well as the most significant challenges arising from human conditions.

Semiotics is popularly called the logic or general semantics of culture. So it implicitly includes cultural-academic globalization and cross-civilization communication. In light of comparative scholarship, this new-century semiotics signifies a comprehensive interaction between European-American and non-European-American intellectual sources, characterized by its strength in doing general-semantic analysis in respect to linguistic-expressive, behavior-communicative and institutional-compositional levels. In this sense, semiotic work, necessarily interdisciplinary, must be converged with the modern theoretical practice of all human sciences still partly suffering from its traditional semantically ambiguous composition. The typology of the scientific and the rational practices would thus be more relevantly adjusted to accommodate different historical realities. Semiotics, functioning as a universal semantic denominator, will promote intellectual communication among different civilizations, cultures and disciplines.

The Nanjing 11th World Congress of Semiotics will be the first IASS forum in history to be held outside Europe or the Americas. Substantially and symbolically it will provide semiotic scholars from all over the world with a suitable dialogic context for exploring the new orientation of global semiotics. In conjunction with the 11th IASS Congress, whose program will basically follow the rules and procedures established in the past IASS congresses, there will be also a parallel conference in Nanjing, the First China Semiotics Forum, which will provide additional opportunities for comparative-semiotic communication.

In order to prepare the scientific program, we are requesting that interested participants initially present their proposals, or requests, for panels and round-tables to our scientific contact, Mr. Ji Haihong ( The program will be arranged to reflect the interests and priorities of those intending to participate. Online registration and formal submission of abstracts (200-300 words) will be requested later, according to the rules that will be announced in the near future.

Please send to us in your earlier convenience proposals or abstracts about any semiotic topic concerning nature, society and culture, especially with respect to the following fields:

General theory and philosophy;
Linguistics and logic;
Literature and arts;
History, sociology and anthropology;
Theories of film and video and media;
Cognitive and biosemiotic studies.

The Preparatory Committee of Nanjing 11th Congress of Semiotics

Nanjing Normal University, Nanjing China

January 1, 2011

(The official website:


Art and consciousness in the post-biological era.

An International Research Conference in the Planetary Collegium’s Consciousness Reframed Series convened by the Ionion Center for the Arts and Culture, Kefalonia, Greece.



APRIL 3O – MAY 2, 2012


“Convened in Greece, the conference takes its theme from the conjunction of telos and tele, (τέλος and τῆλε), in the purposes and processes of art in the post-digital culture. At the centre of these considerations is Mind, and the rich variability of consciousness and reality, to which technoetic systems and syncretic creativity aspire. Papers and projects are welcomed that address these issues, and which seek insights into the function of metaphor and myth in the emergent complexity of the post-biological era.”
Roy Ascott

In cooperation with the Planetary Collegium, at the University of Plymouth, England, ICAC – Ionion Center for the Arts and Culture is hosting Consciousness Reframed International Research Conference series, with the title of ‘TECHNOETIC TELOS: Art, Myth and Media‘.
The Consciousness Reframed conference series was founded by Roy Ascott at the University of Wales in 1997. Consciousness Reframed is a forum for trans-disciplinary inquiry into art, science, technology, design and consciousness, drawing upon the expertise and insights of artists, designers, architects, performers, musicians, writers, scientists, and scholars, usually from at least 20 countries.
As part of the conference a call for papers is now open for 25-30 speakers, in addition to speakers involved in the Planetary Collegium doctoral research programme at CAiiA – Centre for Advanced Inquiry in the Interactive Arts.

Important Dates:
Deadline for Abstracts: (no more than 500 words) Dec 20, 2011
Notification of Acceptance: January 30, 2012
Deadline for full papers: (no more than 2.500 words) February 27, 2012
Conference dates: April 30, May 2, 2012

Abstracts should be submitted as an attached document in Word file by e-mail to: with author’s name, affiliation and contact info.

Selected papers will be published in Technoetic Arts Journal, Intellect Ltd.

Submission of full papers:
Papers will be required (no more than 2.500 words) by February 21, 2012. Papers received after that date will not be part in the process of publication.

Presenters Fee
The registration fee is 150 Euros. The deadline for payment is February 27, 2012. Late payment is subject to cancellation of participation.

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Collective Intelligence 2012


MIT, Cambridge, MA
April 18-20, 2012

This interdisciplinary conference seeks to bring together researchers
from a variety of fields relevant to understanding and designing
collective intelligence of many types.

Topics of interest include but are not limited to:
• human computation
• social computing
• crowdsourcing
• wisdom of crowds (e.g., prediction markets)
• group memory and problem-solving
• deliberative democracy
• animal collective behavior
• organizational design
• public policy design (e.g., regulatory reform)
• ethics of collective intelligence (e.g., "digital sweatshops")
• computational models of group search and optimization
• emergence and evolution of intelligence
• new technologies for making groups smarter

See for more details about topics and submission format.

The conference will consist of
· invited talks from prominent researchers in different areas
related to collective intelligence
· oral paper presentations
· poster sessions.

Papers of three types are invited:
· Reports of original research results
· Reviews of previous research in one or more fields relevant to
collective intelligence
· Position papers about research agendas for the field of
collective intelligence

Some of the papers submitted will be invited for oral presentation,
others for presentation as posters.

Paper submission deadline: November 4, 2011
Notification of paper acceptance / rejection: January 15 2012
Camera-ready papers due: February 15, 2012
Conference dates: April 18 – 20, 2012

Thomas Malone (MIT)
Luis von Ahn (Carnegie Melllon University)

Robert Goldstone (Indiana University)
Deborah Gordon (Stanford University)
Eric Horvitz (Microsoft Research)
Michael Kearns (University of Pennsylvania)
Andrew Lo (MIT)
Paul Resnick (University of Michigan)
Duncan Watts (Yahoo! Research)

National Science Foundation

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Call for Papers UC-ICA 2012 Santiago-Chile

La Conferencia UC-ICA Latinoamérica, organizada por la Facultad de Comunicaciones de la Pontificia Universidad Católica de Chile en convenio con la International Communication Association (ICA), será del 18 al 20 de octubre de 2012 en Santiago de Chile.

Ejes temáticos de las investigaciones y ponencias

1. Políticas e industria
La evolución de las relaciones entre políticas de las comunicaciones y regulaciones de los medios de comunicación social, los cambios en las industrias culturales y el surgimiento de nuevos modelos de negocio de proyectos comunicacionales producto de los actuales procesos de las comunicaciones.

2. Globalización, convergencia y segmentación
Las comunicaciones en un mundo globalizado y la convergencia tecnológica.

3. Periodismo
Fundamentos del periodismo actual, nuevas formas de narraciones periodísticas, desafíos éticos y de calidad de la información.

4. Comunicación, organización y sociedad
El rol de la comunicación en la conformación y evolución de los sistemas sociales.

Conference Program Chair: María Elena Gronemeyer
Conference Secretariat: Rayén Condeza
Pontificia Universidad Católica de Chile
Facultad de Comunicaciones
Alameda 340
Santiago, Chile
Código Postal: 8331150
Fono: 56-2-3542039
Fax: 56-2-3542012

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Texto na Galaxia

Envio o link do texto: LEÃO, L. Questões biopolíticas nos processos de criação transmidiáticos. In: Galáxia (PUCSP), v. 10, p. 95-107, 2010b. Disponível em: . Acesso em 11/05/2011.

segunda-feira, 22 de agosto de 2011




list of confirmed speakers: Luc Boltanski, Neil Cummings, Diedrich Diederichsen, Matteo Pasquinelli, John Roberts, Gigi Roggero, Martha Rosler, Hito Steyerl

curatorial team of the conference: Michał Kozłowski, Agnieszka Kurant, Jan Sowa, Krystian Szadkowski, Kuba Szreder

forms of contribution: a paper delivered in 15-20 minutes during the conference's sessions. The language of conference is English. We're planning to publish a peer-reviewed, bi-lingual (PL-ENG) summary of the conference with selected papers.

deadline for submissions: 15th of September 2011

fees/ scholarships: The conference is free of charge. FSUW is capable of providing a limited number of travel (up to 200 Euros) and accommodation grants to free lancers, independent artists and theoreticians who are not affiliated with Academies or other Institutions. If you are interested in receiving a FSUW scholarship, please indicate so in your proposal and estimate your travel costs to Warsaw.

contact: please send a short proposal (up to 300 words) with bio to Szymon Żydek: szymon[at], who will also respond to all other inquiries.

terça-feira, 16 de agosto de 2011

ISEA2012 Albuquerque: Machine Wilderness

The Eighteenth International Symposium on Electronic Art, ISEA2012 Albuquerque: Machine Wilderness is a symposium and series of events exploring the discourse of global proportions on the subject of art, technology and nature.

Subthemes/Conference Tracks:
- The Cosmos: "Radical Cosmologies"
- Creative Economies: "Econotopias"
- Wildlife: "Trans-Species Habitats"
- Transportation: “Dynamobilities”
- Power: "Gridlocked”

DEADLINE: October 15, 2011

Conference: September 19 - 24, 2012

quinta-feira, 4 de agosto de 2011



A edição número 06 da revista V!RUS pretende discutir processos de criação compreendidos em um amplo contexto de formulação, desenvolvimento, exploração e compartilhamento da experiência criativa. Pretende abordar tais processos também como lugares de encontro e sinergia capazes de abrigar interlocução entre diferentes áreas do conhecimento.

O tema "criação em processo+s" envolve as noções de processo e de criação. Por um lado, busca-se enfatizar o sentido de processo ao invés do de produto, ou seja, um interesse que se situa mais nas qualidades de ações continuadas ou em andamento, dos modos de fazer, dos métodos e dos procedimentos, e menos em traços ou propriedades isoladas de um resultado propriamente dito. Por outro, assume-se a noção de criação a partir do seu caráter semântico, ou seja, de ação ligada ao conceber, ao inventar, ao gerar, ao dar existência, ao produzir, ao aperfeiçoar, ao elaborar. Propõe-se, assim, um tema que abriga três leituras: a criação em processo, ou seja, em andamento; a ideia de criar examinada através do estudo de diferentes processos; e, finalmente, o plural adcionado enfatizando o caráter coletivo do ato de criar e de seus desdobramentos.

Não é objetivo desta edição tratar de processos solitários nos quais a designação autoral tenha um papel central. Nesse sentido, esse sexto número da revista V!RUS se propõe investigar processos de criação tecidos conjuntamente, que possibilitem o envolvimento de várias pessoas, priorizando-se processos criativos cujos resultados somente se completem com a participação de diferentes atores, com pluralidade de aportes e, consequentemente, de resultados. Quer-se, ainda, abordar entendimentos da criação como meio de fazer surgir o novo, o inédito, tanto em termos de produtos quanto do próprio processo, permitindo emergências, prevendo a ocorrência do indeterminado.

Interessam-nos contribuições que envolvam estudos de processos de criação advindos das ciências naturais, das ciências da terra e do universo, ciências sociais e biológicas, das artes e do artesanato, da música, do teatro e da literatura, da computação e da moda, das engenharias, da publicidade e propaganda, além dos processos próprios à arquitetura, ao urbanismo e ao design. São bem-vindas preocupações relacionadas à sustentabilidade sócio-ambiental, ao planejamento e à construção do espaço urbano, à formulação e aplicação de políticas públicas, ao uso de meios digitais em construções coletivas de conhecimento, inclusive através de redes sociais. Estimulam-se também trabalhos sobre a preparação, a análise, a descrição, a revisão e a revisitação de experiências ligadas a expressões culturais de comunidades e grupos, ou que tragam à contemporaneidade saberes tradicionais, ou ainda que produzam e estimulem conexões entre culturas, desenvolvendo e ampliando práticas artísticas ditas de rua.

O foco dessa edição são trabalhos científicos, tecnológicos e artísticos que se dediquem à exploração e à descrição de processos de criação, suas linguagens, meios, métodos, ferramentas e atores envolvidos. Reflexões teóricas relacionadas com o tema serão bem-vindas, assim como textos, imagens fixas, peças musicais, vídeos e filmes curtos, apresentações de slides, animações, entrevistas, projetos de arquitetura, urbanismo e design, depoimentos em arquivos de áudio, dado o interesse do Nomads.usp em explorar as possibilidades de uso de meios digitais para divulgação científica. Relatos de processos de criação deverão ser acompanhados de reflexão crítica sobre suas concepções, visto o caráter específico dessa edição.

As contribuições serão recebidas através do site da revista até o dia 7 de agosto de 2011, segundo as diretrizes para autores, disponíveis em:

10° Encontro Internacional de Arte e Tecnologia (#10.ART): modus operandi universal

Palestra com convidados:

Local: Auditório do Museu Nacional da República de 10 a 13 de agosto de 2011, das 8h às 18h

Exposição Arte e Tecnologia (#ART)

Abertura: 5 de agosto de 2011 às 19h
Local: Hall do Museu Nacional da República
Período: 5 a 15 de agosto de 2011

Apresentação de trabalhos inscritos e selecionados:

Local: Universidade de Brasília, Auditório do Instituto de Artes/Departamento de artes visuais
Data de: 14 a 17 de agosto, das 8h às 18h

terça-feira, 21 de junho de 2011


Congresso Internacional
18 a 21 de Outubro 2011
Recife - Brasil

O segredo tem a ver com todas as áreas de conhecimento, tais como: educação, saúde, economia, história, política, indústria, museologia, ciências sociais e "exatas", arte, arquitetura, religião, literatura, psicologia, direito, família, sexualidade etc., e com a vivência do cotidiano. Tem a ver com todas as culturas. Do segredo íntimo ao segredo de Estado, todas as dinâmicas são possíveis. O objetivo geral deste Ciclo de Estudos sobre o Imaginário é discutir, a partir das dimensões simbólicas, arquetípicas e míticas, as dinâmicas do segredo nos diversos setores sociais e em diversas culturas, procurando delinear as modalidades de seu impacto na contemporaneidade.

Conferencistas :
Alberto Filipe Araujo (Braga)
Carlos Fonseca Clamote Carreto (Lisboa)
Florence Lévi (Paris)
Jean-Jacques Wunenburger (Lyon)
Michel Maffesoli (Paris)
Muniz Sodré (Rio de Janeiro)
Ruy Povoas (Ilhéus)


XI Seminário Internacional da Comunicação

16, 17 e 18 de novembro de 2011
Faculdade de Comunicação Social da PUCRS - Porto Alegre/RS

Mídias Locativas e Transmídia:
De que meios estamos falando?

Prazo para envio do resumo: de 16 de junho a 16 de agosto.
Prazo para inscrições sem apresentação de trabalho: de 16 de junho a 5 de novembro.

sexta-feira, 10 de junho de 2011


Art, Identity and the Technology of Transformation

The conference will look at art as behaviour of mind, embedded in the physical world, but articulating its immateriality. Just as institutionalized art, with its tired orthodoxies of instruction, production and distribution, is challenged by the new technologies of knowing and perception, so our sense of self - its singularity and authenticity - is open to reconstruction and reinterpretation. In his assault on identity and authorship, the great Portuguese poet Fernando Pessoa created over 70 heteronyms. “His jostling aliases,” as John Gray has put it, “expressing his belief that the individual subject - the core of European thought - is an illusion.” This exploration of the plurality of self finds is contemporary expression in the proliferation of personas and avatars through which we navigate the actual and virtual universes of our making. Transdisciplinary discourse, the adoption of new technologies, the invisible forces and fields of the sciences, the recuperation of abandoned metaphysical and spiritual models of being, can all find expression within the context of this conference.

Presentations and papers are invited from artists, and theorists in all fields!

Important dates:

Deadline for Abstracts (no more than 500 words): July 3, 2011.
Notification of Acceptance: July 17, 2011.
Deadline for Full papers(no more than 2500 words): September 4 , 2011.
Date of Publication release: November 30, 2011.
Conference date: November 30 – December 2, 2011.

The conference will be accompanied by a publication of full papers published in colaboration with Direcção Geral das Artes - Portuguese Ministry of Culture.

Abstracts should be submitted as an attached document in Word (docx) or Rich Text (rtf) by e-mail to: cr12 (at) skilledart (dot) eu. The subject line should be tagged 'CR12 Conference'.

Include in your submission the title of the proposed paper, full name(s) of author(s), institutional affiliation(s), and your mailing address, including email/mobile/phone and URL as applicable. Five key words, and a short biography of 100 words maximum are also required. Your Abstract must be accompanied by a declaration of intention to attend the conference. We encourage submissions to include relevant images. However, the total file size of the abstract submission should not exceed 2 MB.

Abstracts will be acknowledged on receipt, and authors will be notified of acceptance by July 17, 2011.

Submission of Full Papers
Your paper (no more than 2500 words) will be required by September 4, 2011. Papers received after this date will not be published. Full details of copy-ready requirements will be supplied at the time of acceptance.

More Info
For more information about to the conference please visit our website at or email us through cr12 (at) skilledart (dot) eu

terça-feira, 24 de maio de 2011




Organização: UDESC e UFSC | Florianópolis

Período: 16 a 18 de novembro de 2011

Prazo para inscrição de papers (em versão completa): 30 de junho de 2011
10° Encontro Internacional de Arte e Tecnologia (#10.ART): modus
operandi universal.

Chamada de Trabalhos

O Programa de Pós-Graduação em Arte, e suas linhas de pesquisa: arte e
tecnologia, educação em artes visuais, poéticas contemporâneas,
processos composicionais para a cena e teoria e história da arte do
departamento de Artes Visuais, do Instituto de Artes, da Universidade
de Brasília, com apoio do Museu Nacional da República, e das seguintes
instituições: Fapesp, Université Paris VIII, UFRJ, UFBA, UFRGS, UFSM,
UFG, Capes iniciou a chamada de trabalhos para o 10° Encontro
Internacional de Arte e Tecnologia (#10.ART): modus operandi

Datas importantes

1. As inscrições com os resumos deverão ser enviados até o dia 2 de
junho de 2011, pelo site;
2. A notificação de aceite ou não será encaminhada até o dia 20 de
junho para o e-mail do autor(a);
3. O texto aceito para apresentação no encontro e publicação dos anais
deverá ser encaminhado até dia 10 de julho;
4. O encontro será realizado de 10 a 17 de agosto de 2011, no Museu
Nacional da República e no auditório do Departamento de Artes Visuais,
do Instituto de Artes, da Universidade de Brasília.
5. A abertura da exposição será no dia 5 de agosto às 19h no Museu
Nacional da República.

Compós 2011

XX Encontro Nacional da Compós - UFRGS, Porto Alegre, 14 a 17 de junho de 2011

mais informações:

segunda-feira, 7 de março de 2011


Vai realizar-se em Lisboa na Fundação Calouste Gulbenkian e na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, de 26 a 28 de Setembro de 2011, o Congresso Regional Europeu da AISV-IAVS– Associação Internacional de Semiótica Visual.

Línguas oficiais do congresso: Português, Francês, Inglês e Espanhol


A. Destinatários : Semiótica e perspectiva interdisciplinar

A semiótica do espaço procura contribuir para o entendimento dos efeitos de sentido a que a noção de espaço está associada, assim como para operacionalizar os seus instrumentos de análise. O Congresso Regional Europeu da Associação Internacional de Semiótica Visual (AISV-IAVS) deverá interessar todos os que trabalham e reflectem sobre a significação dos fenómenos espaciais ligados, entre outras áreas, à arquitectura, à geografia, ao urbanismo, à comunicação, ao design, às artes plásticas, à cibercultura, à performance, à televisão, ao cinema, à literatura e ao marketing. O Congresso procurará associar investigadores de semiótica de todas as suas filiações: barthesiana, cognitivista, greimasiana, peirceana, pragmatista, retórico-argumentativista,… A diversidade de pontos de vista potenciará uma perspectiva comparativa de aprofundamento dos instrumentos e das metodologias interdisciplinares que caracterizam a teoria semiótica. Norbert Wiener anunciou "o futuro do mundo será uma luta cada vez mais renhida contra os limites da nossa inteligência".

B. Contextualização: Campos espaciais e visuais inerentes à aceleração da história

Nos últimos séculos os fenómenos espaciais têm vindo a sofrer grandes mutações devido à aceleração da história (Virilio): no século XIX destaca-se o grande movimento dos caminhos de ferro; no século XX a velocidade supersónica dos aviões e dos foguetões; o século XXI é marcado pela cultura da instantaneidade tornada possível graças às novas tecnologias que abriram, através da Web, uma brecha, "um mundo dentro do Mundo". As consequências da aceleração da história são multiplas mas escolhemos destacar duas tendências:
• A urbanização do tempo real – O tempo das "massas e das máquinas" (Ernest Jünger), que é o nosso, é também o tempo da "comunicação generalizada" (Gianni Vattimo), e configura um espaço de visualidades assistidas e formuladas pela técnica, enfim, um ambiente de redes electrónicas. Ao mobilizarem a época, as tecnologias da informação deram outros contornos ao mercado global e aceleraram o tempo histórico, ligando os indivíduos em tempo real. Por sua vez, as biotecnologias, fundindo o orgânico e o inorgânico, proporcionam-nos uma criação de híbridos, que corresponde a uma superação da própria vida humana, uma vida imaginariamente enriquecida e melhorada biotecnologicamente. A Web permitiu, assim, a criação ex novo de um novo espaço e de uma realidade nova "um mundo dentro do Mundo". Passamos a falar de espaço digital, de espaço global, de espaço das redes sociais, de espaço público global e de ciberespaço. O digital, a cibercultura e o movimento das redes electrónicas constituem-se como um espaço alternativo, que nos acolhe a nós e ao mundo, como a navegação que importa para chegarmos à nova América de um novo paradigma cultural.
• A desurbanização do espaço real – Este ciberespaço despoletou um deslocamento da noção de espaço, o sujeito deixa de se representar apenas no espaço concreto do território e passa a representar-se também no espaço interactivo da comunicação. Segundo Virilio as novas tecnologias provocam a "tele presença" e simultaneamente a velocidade absoluta e o controlo absoluto. As formas de utilização desta "tele presença" pelo mercado mundial geram a urbanização do tempo real e a desurbanização do espaço real, sendo a resultante uma cidade global e mutante. Como Rem Koolhaas ilustra no Harvard Project on the City, a "cidade mutante" possui como característica comum, ser regida pela dinâmica do valor mercantil à escala global e agrupar uma população superior a 10 milhões de habitantes. Segundo Koolhaas estas "cidades mutantes" sublinham determinados mecanismos de espacialização, que permitirão forjar certamente um novo paradigma de cidade contemporânea. A condição espacial contemporânea é uma realidade móvel, flutuante, da Ásia à América, da África à Europa, é o berço de grandes energias que atravessam o mundo num instante produzindo uma sociedade que mudou radicalmente de escala.
As duas tendências expostas, ao longo desta contextualização sobre os campos espaciais e visuais inerentes à aceleração da história afectam particularmente as produções visuais. O poder do canal visual já permitia uma apercepção aparentemente imediata dos fenómenos e do seu tratamento espacializado. A aceleração dos processos de troca reforça sem dúvida esta característica fundamental.

C. Temas para a reflexão e o debate

1. Semiótica e sistemas de valor – novos espaços e novas modalidades visuais
De que modo "a urbanização do tempo real e a desurbanização do espaço real" se explicita visualmente em cada um dos nossos domínios (arquitectura, geografia, urbanismo, comunicação, design, artes plásticas, cibercultura, performance, televisão, cinema, literatura, marketing, etc.)? Será que a gestão destes novos espaços e destas novas modalidades visuais não pressupõe um questionamento dos sistemas de valor à escala planetária?
2. Semiótica e estruturação das produções visuais
Será que o novo paradigma de cidade contemporânea exigirá outras gramáticas espaciais? Uma vez que a cronodiversidade —um passado, um presente e um futuro—, condição necessária para a estruturação progressiva do espaço, se vai diluindo na instantaneidade, exigirá a cidade contemporânea outras formas de estruturação? Será que o espaço "real"se verá reduzido apenas a uma estrutura de superfície, sem memória, sem sociodiversidade, sem biodiversidade?
3. Semiótica e ciberespaço. Novos parâmetros espaciais, novas modalidades visuais?
Os media que convergem para as redes de computadores interligadas criam novos tipos de espaços: espaços de relação, de projecção, de encenação, de constituição da actualidade…. Precisamos de facto interrogar a maneira como a cultura é cada vez mais determinada pelo espaço mediático. O ciberespaço introduz parâmetros de espacialidade diferentes do espaço "real"? Será pertinente construir uma semiótica do ciberespaço? Podemos conjugar os objectos ciberespaciais, com objectos como as nuvens, as atmosferas ou os climas, convertidos em temas recorrentes das performances artísticas?
4. Novos espaços e morfologias
Considerando as obras fundadoras da morfologia (Goethe, Saint-Hillaire, D'Arcy Thompson, Warburg, Gombrich, Thom) o impacto da abordagem morfológica em campos tão diversos quanto a biologia, a matemática, o urbanismo, a análise da dinâmica de sistemas nas ciências sociais, ou na história e na filosofia da arte e considerando ainda o impacto de outras correntes inovadoras, como a semiótica morfodinâmica e as neurociências, que possuem como objecto a interacção perceptiva entre o sujeito e o seu meio,... De que forma o olhar de uma semiótica morfodinâmica nos permitirá abordar as questões ligadas à urbanização do tempo real e à desurbanização do espaço real?
5. Espaços de vivência
A maior parte das nossas experiências sociais, intelectuais e sensíveis, mesmo as mais elaboradas, estão ligadas ao espaço situacional: onde encontrar o outro, fugir de um perigo, agarrar um objecto, alimentar-se, observar um fenómeno, … Como é que estes diferentes espaços situacionais e factuais se tornam o suporte epistémico do conhecimento e da experiência? Será que o espaço físico possui a mesma estrutura que o espaço social, territorial, ou que o espaço das nossas abstracções? Os espaços fabricados: teatral, ficcional, pictural, escultural, arquitectural, etc., são eles a expressão da nossa cognição imaginária, das nossas representações mentais? Qual será o contributo da semiótica cognitiva à compreensão da significação espacial e das mutações visuais? De que forma a experiência, a fenomenologia espacial e as novas modalidades visuais se orientaram para a evolução das funções semióticas? E qual é a sua relação com a fenomenologia do tempo?

Normas de submissão

Os resumos devem ser escritos em Francês ou Inglês e não poderão exceder as 500 palavras. Todos os resumos serão avaliados em revisão de pares, de acordo com os seguintes critérios: originalidade, relevância e ligação às temáticas do congresso.
Para facilitar o processo de revisão por pares, a comissão organizadora solicita que seja adoptado o seguinte formato de submissão por correio electrónico. No corpo da mensagem é obrigatória a inclusão dos seguintes dados:
• ESCOLHA DA THEMÁTICA DE REFLEXÃO em que a proposta se insere e formato da comunicação: oral ou poster (Arial11; Itálico; Centrado).
• TÍTULO (Arial14; Negrito; Centrado).
• Autor, Instituição e País (Arial11; Itálico; Centrado).
• TEXTO (Arial12, espaçamento 1,5, sem tabulações, alinhamento esquerdo ou justificado).
• Anexar à mensagem um ficheiro PDF com os dados anteriores, mas sem identificação do autor no nome do ficheiro, que deverá ser um código de 3 letras e 6 algarismos aleatórios (exemplo: CHT359619.pdf).


As propostas de trabalhos devem ser submetidas até 31 de Março 2011, para o seguinte endereço de correio electrónico: . Uma mensagem de confirmação será enviada para o seu e-mail. A notificação de aceitação será enviada até 30 de Abril 2011.
Os textos integrais deverão ser entregues até ao dia 15 de Julho de 2011. A comissão organizadora divulgará a informação sobre o formato mais tarde. Um e-Book será publicado com os textos integrais recebidos pela organização. Prevê-se que alguns dos textos sejam posteriormente publicados em revistas referência. A informação sobre essas revistas será brevemente divulgada pela comissão organizadora. Para mais informações consultar o site do congresso:

Observem as datas:

Chamada de Comunicações (apresentação | poster)
9 de Fevereiro, 2011

Data Limite para submissão de Comunicações
31 de Março, 2011

Notificação de Aceitação
30 de Abril, 2011

Inscrição Antecipada (com bonificação)
até 15 de Junho, 2011

Data Limite para submissão de Artigos Completos
até 15 de Julho, 2011

Data Limite para Inscrição (sem agravamento | sem bonificação)
4 de Setembro, 2011

Inscrição durante o evento (com agravamento)
26 a 28 de Setembro, 2011

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011


A Associação Nacional de Pesquisadores em Artes Plásticas - ANPAP, de acordo com o seu Estatuto vigente, vem a público divulgar as diretrizes para a apresentação de trabalhos no 20º Encontro Nacional a se realizar na cidade do Rio de Janeiro entre 26 de Setembro e 1º de Outubro de 2011.

O tema do 20º Encontro é: “Subjetividades, utopias e fabulações”.


1. Arquivos de criação: arte e poder do falso
2. Arte e utopia: paisagens ativadas
3. Ficção, imaginação, fabulação
4. Máquinas de captura, estruturas invisíveis
5. Memória e fabulação: passados e futuros na imagem presente
6. Metamorfose e agenciamentos
7. Micro-histórias, macro-mundos
8. Possíveis concretos: lugares e não-lugares
9. Potências da arte: subjetividade crítica e curatorial
10. Processos e circuitos experimentais
11. Redes e agenciamentos coletivos
12. Subjetividades, invenções de si

Submissão de comunicações

* Prazo limite: 31 de março de 2011

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Cognitio-Estudos abre chamada para trabalhos

Até 28/2, a Cognitio-Estudos, revista eletrônica do Centro de Estudos de Pragmatismo (Pós em Filosofia), recebe artigos originais, resenhas e traduções para a publicação do volume 8, número 1, de janeiro/julho de 2011. Os trabalhos devem ser submetidos online, mediante a realização de um cadastro como autor no site da revista. As normas para publicação estão disponíveis no site. Mais informações pelo

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011


As inscrições para o FILE estão abertas. Até 01 de março de 2011 é possível o envio dos trabalhos de artistas que queiram participar da 12ª edição do Festival, que ocorrerá de 18 de julho a 28 de agosto de 2011, em São Paulo.

A partir deste ano, o FILE receberá as inscrições continuamente através de seu site. Sendo assim, os trabalhos inscritos após a data limite para a edição de São Paulo serão considerados para edições posteriores do Festival, comunicadas devidamente através do site oficial. Além disso, também a partir desse ano, as inscrições se darão exclusivamente de forma online. A ficha de inscrição será enviada juntamente do respectivo trabalho através do site do FILE.

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

ISEA2013 :: Sydney, Australia

The ISEA International Foundation Board is pleased to announce that the 19th International Symposium on Electronic Art (ISEA2013) will be held in Sydney, Australia.

Following a competitive bid process, ISEA2013 had been awarded to the proposal from the Australian Network for Art and Technology (ANAT) led by ANAT Chief Executive Officer Gavin Artz.

ISEA2013 will be held in conjunction with the VIVID Festival in June/July 2013 and co-ordinated by an Organising Committee comprised of representatives from ANAT, College of Fine Arts (UNSW), Australia Council for the Arts, University of Sydney, University of Technology Sydney, Experimenta, Events NSW and d/Lux/Media Arts.

Gavin Artz commented on the successful bid by saying: "2013 will be the 21st anniversary of TISEA (Third International Symposium on Electronic Art) in Sydney and it is the right time to bring ISEA back to Sydney. The Organising Committee will create an ISEA that will be innovative and which will aim at setting a new benchmark in Electronic Art".

For further details and to join the ISEA mailing list contact ISEA
Director SUE GOLLIFER at ISEA Headquarters, University of Brighton

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

XX Encontro Nacional da Compós

UFRGS, Porto Alegre, 14 a 17 de junho de 2011

Submissão de trabalhos aos GTs pelo site da Compós
15 de janeiro a 15 de fevereiro de 2011