sábado, 23 de junho de 2018

Eisenstein's Methods of Montage

https://youtu.be/NtnTs90knro

https://youtu.be/MzXFSBlQOe4

sexta-feira, 15 de junho de 2018

Links interessantes:



http://www.thecine-files.com/

http://offscreen.com/issues/view/volume-22-issue-4

https://filmstudiesforfree.blogspot.com/

quinta-feira, 7 de junho de 2018

Sobre Vertov


https://monoskop.org/Vertov

segunda-feira, 28 de maio de 2018

Lettre à Freddy Buache (Godard, 1982)

curta metragem, 11 min

carta em audiovisual que Godard escreve para seu amigo, Freddy Buache, fundador da cinemateca suiça, que havia lhe pedido um curta-metragem para comemorar o aniversário de 500 anos da cidade de Lausanne.


http://derives.tv/lettre-a-freddy-buache/

sábado, 26 de maio de 2018

Watch 9 Iconic Artists at Work: Vintage Videos of Picasso, Matisse, Kandinsky, Renoir, Monet, Escher & More

The French artist Henri Matisse is shown above when he was 76 years old, making a charcoal sketch of his grandson, Gerard, at his home and studio in Nice. The clip is from a 26-minute film made by François Campaux for the French Department of Cultural Relations. To read a translation of Matisse's spoken words and to watch a clip of the artist working on one of his distinctive paper cut-outs, go to "Vintage Film: Watch Henri Matisse Sketch and Make His Famous Cut-Outs (1946)."

https://youtu.be/MiEIeitUNFs



http://www.openculture.com/2018/05/9-iconic-artists-at-work.html?utm_content=buffer3557b&utm_medium=social&utm_source=twitter.com&utm_campaign=buffer

quinta-feira, 10 de maio de 2018

A Chegada, Denis Villeneuve (2016)




A Chegada (The Arrival), ficção científica, baseado no conto de Ted Chiang, História da Sua Vida.
Direção: Denis Villeneuve
Música composta por: Jóhann Jóhannsson





 


Referências:
 
CHIANG, Ted. História da sua vida e outros contos. Rio de Janeiro: Intrínseca, 2016.
GASSER, Mathis. Learning from Time «Arrival» by Denis Villeneuve and «Story of Your Life» by Ted Chiang. Disponível em: http://brand-new-life.org/b-n-l/learning-from-time/
FLUSSER, Vilém; BEC, Louis. Vampyroteuthis Infernalis. São Paulo: Annablume, 2011.
MIGUEL, Alcebiades Diniz. Monstro e espelho: o Vampyroteuthis infernalis de Vilém Flusser e a identidade espelhada do monstro. Letrônica, v. 6, n. 2, p. 782-797.

REFERENCIAS PARA SEMINÁRIOS

Krzysztof Kieslowski


"Trilogia das cores", de Krzysztof Kieslowski:
·      "A liberdade é azul", 1993
·      "A igualdade é branca", 1994
·      "A fraternidade é vermelha",1994

GOETHE, J. W. von. Doutrina das cores. São Paulo: Nova Alexandria, 1993.
HELLER, Eva. A psicologia das cores: como as cores afetam a emoção e a razão. São Paulo: Editora Gustavo Gili, 2013.

quarta-feira, 9 de maio de 2018

EXERCÍCIO DE VIDEOENSAIO




Proposta:

O trabalho consiste em preparar uma reflexão conceitual e poética sobre um tema a ser escolhido (a partir do conteúdo que foi aprendido no curso de Multimeios e em especial na disciplina, durante o semestre) utilizando a linguagem do audiovisual.  (Tempo: entre 1 e 10 minutos)


CONCEITO:

Em seu doutorado, Tiago Baptista define o videoensaio como:

“uma forma de pensar na encruzilhada da análise textual acadêmica, escolhas e cinefilia pessoal e práticas on-line de fandom” (BAPTISTA, 2016).

(Ref.: BAPTISTA, Tiago. Lessons in looking: the digital audiovisual essay. 2016. Tese de Doutorado. Birkbeck, University of London.

Eu ampliei a definição, considerando o contexto da disciplina e do curso de Multimeios como um todo e a minha definição ficou assim:

 “o videoensaio é um tipo de produção de conhecimento que se utiliza da linguagem do audiovisual para desenvolver uma reflexão critica e/ou poética acerca de um tema. Em particular, o videoensaio utiliza imagens, cenas de filmes, teorias, análises intersemióticas, citações e outras questões conceituais. Como produção inserida no contexto das redes sociais digitais e de plataformas online como YouTube e Vimeo, o videoensaio dialoga com práticas on-line de fandom, com a cultura do compartilhamento e das listas de recomendação” (LEÃO, 2018).


AUTORES DE VIDEOENSAIOS

Kevin B. Lee e Kogonada. Alguns exemplos:
https://vimeo.com/199572277
http://kogonada.com/archive

Pasta com link para vários trabalhos interessantes de Videoensaios:

Pasta Pinterest:
https://br.pinterest.com/lucleao/film-essay/



segunda-feira, 30 de abril de 2018

Openculture :: Free documentaries online

Documentários

http://www.openculture.com/free-documentaries-online


Alguns destaques:

·      A Poet in Cinema: Andrei Tarkovsky - A rare look at Andrei Tarkovsky's thoughts on life and filmmaking. Directed by Donatella Baglivo. (1983)
·      A Story of Healing - Won Academy Award for best Documentary Short Subject. Follows a team of volunteers in Vietnam. (1997)
·      Buckminster Fuller: Thinking Out Loud - Documentary on the inventor/visionary/thinker R. Buckminster Fuller, produced and directed by four time Academy Award nominees Karen Goodman and Kirk Simon. (1996)
·      Jorge Luis Borges: The Mirror Man - Documentary on Argentina's most famous and beloved literary figure. (2000)
·      No Maps for These Territories - Brings you on a road trip and into the mind of cyberspace visionary William Gibson. (2000)
·      Room 666 - Wim Wenders interviews 16 directors (including Steven Spielberg, Jean-Luc Godard, and Rainer Werner Fassbinder) at the '82 Cannes Film Festival and talks about the state of cinema. (1982)
·      Room to Dream: David Lynch and the Independent Filmmaker - David Lynch explains how he brings his unique vision to the screen with technologies that are now within reach for independent filmmakers. (2005)
·      Russia's Open Book: Writing in the Age of Putin - Stephen Fry hosts a documentary exploring the vital literary scene in contemporary Russia. (2014)
·      Samurai Sword: Making of a Legend - This story of the Katana sword provides a unique insight into the Samurai masters and the swords they use. (2008)
·      The Complete Star Wars Filmumentaries - Jamie Benning has created a trilogy of documentary-commentaries on the Star Wars trilogy. Features deleted scenes, alternate takes and different angles, bloopers, original on set audio recordings and a huge amount of commentary from cast and crew.
·      The World of Buckminster Fuller - Directed by Robert Snyder, this documentary transports you into Fuller's mind and soul. It's told entirely in his own words. (1974)
·      Toute la mémoire du monde (All the World's Memories) - Alain Resnais's short documentary looks at the inner workings of the Bibliothèque nationale de France in Paris. It's "a meditative piece about the fragility of human memory and the ways in which we try to shore it up." (1956)
·      Unguided Tour AKA Letter from Venice - Susan Sontag adapted the Italian-language feature from her story of the same name, originally published in 1977 in the New Yorker. (1983)
·      Van Gogh: Painted with Words - Written and directed by Andrew Hutton, this drama-documentary about Vincent Van Gogh features Benedict Cumberbatch in the lead role. (2010)
·      Virginia Woolf: A Novelist - Draws on old maps, contemporary drawings and paintings, portraits and other archive material to present an outline of Virginia Woolf's life and to convey a picture of the social and historical background to her writing.
·      Warhol's Cinema - A Mirror for the Sixties - This 64 minute documentary from 1989 examines Andy Warhol’s films from the 1960s.
·      Who is Afraid of Ai Weiwei? - A short PBS Frontline documentary on the dissident Chinese artist. (2011)





sexta-feira, 27 de abril de 2018

Hito Steyerl : palestra e vídeo, 13ª Bienal de Istambul

Is the Museum a Battlefield? (O museu é um campo de batalha?)

https://vimeo.com/76011774

Da colagem ao remix



PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE FILOSOFIA, COMUNICAÇÃO, LETRAS E ARTE CURSO DE COMUNICAÇÃO E MULTIMEIOS





DISCIPLINA FLEXÍVEL





Disciplina: Processos de criação em diferentes mídias: da colagem ao remix

Professor: Lucia Leão
           

Créditos: 03


           

Horas/Aula: 51 horas



EMENTA:


A proposta da oficina é estimular reflexões e processos de criativos a partir da perspectiva de conceitos como colagem, remix, sampleamento e mash-ups.

O conteúdo inclui: imaginário e mitos nos processos criativos; a migração das narrativas nas diferentes mídias; o conceito de pesquisa como criação; as diferentes fases que compõem os processos criativos; metodologias de criação e desenvolvimento nas mídias. Os objetivos gerais da disciplina são fundamentar o aluno na reflexão e produção criativa em diferentes mídias (orais, impressas, audiovisuais etc.). O método de trabalho da disciplina é composto por aulas expositivas, discussão de textos e seminários sobre processos criativos e desenvolvimento de trabalho criativo nas passagens intersemióticas. A avaliação será processual e compreenderá: atividades em aula, participação em discussões, leituras, exercícios, frequência e pontualidade, apresentação de seminário e trabalho criativo.


BIBLIOGRAFIA BÁSICA:


LEÃO, Lucia. A arte do remix: uma anarqueologia dos processos de criação em mídias digitais. RUMORES (USP), v. 10, p. 3, 2016. Disponível em: <https://www.revistas.usp.br/Rumores/article/view/120924>. Acesso em: 22/2/2018.

MANOVICH, L. What comes after Remix? Disponível em: <http://manovich.net/>. Acesso em: 22/2/2018.

MILLER, P. (org.). Sound unbound: Sampling Digital Music and Culture. Cambridge, MA: The MIT Press, 2008.

NAVAS, E. et al. (org.). The Routledge Companion to Remix Studies. Londres: Routledge, 2014.


BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:


CAMPANELLI, Vito; BARDO, Francesco; HEBER, Nicole. Web aesthetics: how digital media affect culture and society. Rotterdam: NAi Publishers, 2010.

ERNST, M. Qual é o mecanismo da colagem? In: Chipp, H. B. (Org.). Teorias da Arte Moderna. São Paulo: Martins Fontes, 1996.

LEÃO, L. (org.) Processos do Imaginário. São Paulo: Képos, 2016.

LESSIG, L. Remix: Making Art and Commerce Thrive in the Hybrid Economy. Nova York: The Penguin Press, 2008.

MILLER, P. Rhythm Science. Cambridge, MA: The MIT Press, 2004.




Curadoria e estética de banco de dados


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE FILOSOFIA, COMUNICAÇÃO, LETRAS E ARTE
CURSO DE COMUNICAÇÃO E MULTIMEIOS



DISCIPLINA FLEXÍVEL


Disciplina: Curadoria e estética de banco de dados

Professor: Lucia Leão
Créditos: 03
Horas/Aula: 51 horas


EMENTA:


A proposta da oficina é oferecer um espaço de experimentação teórico e prático no contexto da curadoria e da estética do banco de dados.

O conteúdo inclui: história, conceito e vocabulário da curadoria; breve memória de projetos curatoriais inovadores; a prática da curadoria, seus espaços, modos e modelos; estética do banco de dados; cartografias de processos e elaboração de relatórios de trabalho.

Os objetivos gerais da disciplina são: discutir conceitos relacionados à estética do banco de dados; fundamentar o aluno na reflexão crítica sobre as proposições teóricas e as práticas de curadoria; e desenvolver projeto criativo.

O método de trabalho da disciplina é composto por aulas expositivas, discussão de textos, seminários de processos criativos, desenvolvimento de memorial e projeto criativo.

A avaliação será processual e compreende: atividades em aula, participação nas discussões, leituras, exercícios, frequência e pontualidade, apresentação de seminários, memorial e trabalho criativo.



BIBLIOGRAFIA BÁSICA:


LEÃO, L. Imaginários compartilhados e processos de criação com bancos de dados. In: LEÃO, L.. (Org.). Processos do Imaginário. São Paulo: Képos, 2016.

MAEDA, J. As leis da simplicidade. São Paulo: Novo conceito, 2008.

OBRIST, H. U. Caminhos da curadoria. Rio de Janeiro: Cobogó, 2014.

SALLES, C. A. Arquivos de criação: arte e curadoria. Vinhedo: Horizonte, 2010.



BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:


GRAHAM, B., COOK, S. Rethinking curating: art after new media. Cambridge, Mass. : MIT Press, 2010.

O’NEILL, P. The Culture of Curating and the Curating of Culture(s). Cambridge, Mass. : MIT Press, 2012.

SENNETT, R. O artífice. Rio de Janeiro: Record, 2009.

SMITH, T. Thinking Contemporary Curating. New York: Independent Curators International, 2012.





TIPOGRAFIA CINÉTICA :: REFERÊNCIAS



Pasta Pinterest:
https://br.pinterest.com/lucleao/kinetic/

Mestrado:
Christian David Rizzato Petrini. A tipografia em movimento e as traduções narrativas: um estudo dos processos de criação da Legenda Cinética. 2015. Dissertação (Mestrado em Comunicação e Semiótica) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Lucia Leão.


 Alguns projetos:


Interstellar Kinetic Typography

Sherlock Holmes Kinetic Typography

Breaking Bad - I am the danger (kinetic typography)

Kinetic Typography - Game of Thrones- Tywin Dialogue

Anchorman - I Am a Man [Kinetic Typography]
https://www.youtube.com/watch?v=cZYoIZD_nY0


quarta-feira, 25 de abril de 2018

Diálogos no Audiovisual



DIALOGUE PART 1: SUBTEXT
https://www.youtube.com/watch?v=Ge0b5EPdL8I

How Character and Story are Hidden in Dialogue
https://www.youtube.com/watch?v=iqr4Q35DW18

Joel & Ethan Coen - Shot | Reverse Shot
https://www.youtube.com/watch?v=5UE3jz_O_EM

Alfred Hitchcock: Dialogue versus Pure Cinema | Film Analysis
https://www.youtube.com/watch?v=nQQgI9jNCuw

Writing Great Dialogue
https://www.youtube.com/watch?v=LAWY4jKhV5E

Writing Subtext in Dialogue
https://www.youtube.com/watch?v=hMMpmlraoDo

Dialogue in Film: How Should Characters Talk?
https://www.youtube.com/watch?v=WpK5dXw0WzI

Best Dialogue of All Time
https://www.youtube.com/watch?v=LfdyIdJbkxQ&t=124s


quarta-feira, 14 de março de 2018

Video Ensaio

The Spielberg Face

Video Essay Catalog No. 91 by Kevin B. Lee. Featured on the New York Times and other outlets. Originally published December 13, 2011 on Fandor.

https://vimeo.com/199572277

Ementa Multimeios 1_2018


           
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO
FACULDADE DE FILOSOFIA, COMUNICAÇÃO, LETRAS E ARTES
FAFICLA


PROGRAMA DE ENSINO

Curso: Comunicação e Multimeios    Depto.: Ciência da Computação
Disciplina: LINGUAGENS IMAGÉTICAS I: VÍDEO E TV Cred.: 02
Professor: Lucia Leão        Horas/Aula: 71
Sem/Ano: 1º/2018   Turno: Vespertino

I. Ementa

Introdução à Estética e Teoria das mídias audiovisuais. Panorama histórico do audiovisual. Transformações do audiovisual no contexto da cultura digital e da convergência das mídias. Elementos e métodos de análise do audiovisual. Tendências na linguagem audiovisual: (1) documentário; (2) estética DIY – faça você mesmo; (3) seriados. Processos de criação audiovisual: (1) dispositivos móveis; (2) remediação, multi-screens e multiplataformas; (3) remediação e remix.


II. OBJETIVOS

1.         Apresentar uma introdução à Estética e Teoria das mídias audiovisuais.
2.         Estudar o panorama histórico do audiovisual.
3.         Pesquisar a respeito das transformações do audiovisual no contexto da cultura digital e da convergência das mídias.
4.         Discutir conceitos fundamentais e métodos de análise do audiovisual.
5.         Analisar projetos em linguagem audiovisual: (1) documentário; (2) estética DIY – faça você mesmo; (3) seriados.
6.         Realizar exercícios de processos de criação audiovisual: (1) dispositivos móveis; (2) remediação, multi-screens e multiplataformas; (3) remediação e remix.
7.         Realizar exercícios integrados com as disciplinas de História da Arte e Manipulação da Imagem.
8.         Desenvolver um projeto de vídeo-ensaio


III. CONTEÚDO

-           Introdução à Estética e Teoria das mídias audiovisuais.
-           Panorama histórico do audiovisual.
-           Cinema, televisão, vídeo, transmedia, screen.
-           Transformações do audiovisual no contexto da cultura digital e da convergência das mídias.
-           Elementos e métodos de análise do audiovisual.
-           Enquadramento, luz e composição
-           Montagem, edição e pós produção
-           Perspectivas da linguagem audiovisual: (1) documentário; (2) estética DIY – faça você mesmo; (3) seriados.
-           Processos de criação audiovisual 1: dispositivos móveis (vídeo e celular)
-           Processos de criação audiovisual 2: remediação e multiplataformas (filme, internet e TV)
-           Processos de criação audiovisual 3: poéticas do arquivo e remix
-           Desenvolvimento de projeto de vídeo ensaio

IV- METODOLOGIA

Aulas expositivas, análise de produtos audiovisuais e exercícios práticos. Discussão em classe de leituras de textos recomendados. Seminário. Realização de um ensaio em vídeo.

V- AVALIAÇÃO

1.         Exercícios em audiovisual: (individual 30%)
a.         Ex.1: Estética DIY: Autorretrato
b.         Ex.2: Relações artes e audiovisual (trabalho integrado com a disciplina História da Arte)
c.          Ex.3: Estética do Remix/arquivo (trabalho integrado com a disciplina Manipulação da Imagem)
2.         Seminário: texto do seminário, apresentação multimídia e comunicação verbal (em grupo 20%)
3.         Vídeo ensaio: (individual 30%)
4.         Diversos: Relatório, frequência, participação em aula, exercícios em classe e outros (individual 20%)

VI- BIBLIOGRAFIA BÁSICA

BELLOUR, Raymond. Entre-imagens. Campinas: Papirus, 1997.
EISENSTEIN, Sergei. A forma do filme. Rio de Janeiro: Zahar, 2002.
LEÃO, Lucia (org.). Processos do Imaginário. São Paulo: Képos, 2016.
JENKINS, Henry. Cultura da convergência. São Paulo: Aleph, 2009.
JOST, François. Do que as séries americanas são sintoma. Porto Alegre: Sulina, 2012.

VII- BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

EISENSTEIN, Sergei. O sentido do filme. Rio de Janeiro, Jorge Zahar Editor, 1990.
LEÃO, Lucia. A estética do labirinto. São Paulo: Ed. Anhembi, 2002.
MACHADO, Arlindo. Pré-Cinema & Pós-Cinema. Campinas: Papirus, 1997.
MANOVICH, Lev. Novas mídias como tecnologia e ideia: dez definições. In: Lucia Leão (org.). O chip e o caleidoscópio: reflexões sobre as novas mídias. São Paulo: Editora SENAC, 2005.
MICHAUD, Philippe-Alain. Filme: por uma teoria expandida do cinema. Rio de Janeiro: Contraponto, 2014.